Pedalo há pouco tempo, em comparação a muitos desse grupo, é verdade. Mas como sou uma Frankenstein ambulante, rssss, fiz várias pesquisas e descobri que a bike que serve pra você, não serve pra mim e vice-versa. Com isso, descobri também, que existem profissionais especializados pra isso, mas meu orçamento, não contribuia. Então, resolvi arriscar um bike fit virtual e ao comprar minha primeira bike, levei as medidas passadas pelo Bike Fit-No Grau e depois fui num amigo mecânico, que acabou de fazer os ajustes necessários.

Uma coisa digo a vocês, meu rendimento melhorou e as dores que antes sentia, se foram. Claro que num pedal mais longo, sentimos as dores musculares, aquelas que parecem que os musculos estão rasgando..... uuuuuui... dessas não consegui escapar....

Então, se querem seguir essa dica, acessem: http://www.nograu.com.br/bike-fit-no-grau/

Mas se tens condições de pagar um profissional, melhor ainda! ;)

Contunue a ler e tirem suas proprias conclusões

 

É preciso enfatizar: não existe receita pronta, truques e dicas. Um bom Fitter possui técnicas baseadas em estudos científicos que adotam, como parâmetros, a aferição de ângulos formados por pontos anatômicos específicos. Esses ângulos vão variar de acordo com as distâncias entre esses pontos, quando se compara dois indivíduos. Somente assim é possível encontrar o perfeito posicionamento, onde o máximo de energia é aproveitado na pedalada, obtendo o máximo em conforto.

"Afinal, existe uma maneira correta de ajustar a bike sem consultar um Fitter?" A resposta é simples. Ajustar a bike sem consultar um Fitter é possível sim; difícil será saber se sua bike realmente está no posicionamento correto e, inclusive, se o tamanho do quadro é adequado. O simples fato de viver com essa dúvida torna qualquer desconforto, um dilema: será que é um breve desconforto ou existe algo que pode ser melhorado no posicionamento?

Sabe quando você sai para pedalar com seus amigos, e justamente naquela subida você assiste todos eles dispararem na sua frente, e ao chegar ao topo, param para assistir você completar a subida? Nesse intervalo de tempo você pensa: "O que está errado? Será que tenho que trocar o conjunto de marchas? Será que essa bike está muito pesada? Será que não estou me alimentando direito?" Esse tempo é quase um purgatório, onde você se martiriza procurando respostas para a sua falta de rendimento. Várias vezes os colegas palpitam sobre seu posicionamento na bicicleta, o grande problema é que cada um dá uma dica diferente. Alguém diz para aumentar a altura do selim, outro diz para abaixar, e um terceiro argumenta que o seu quadro é que está errado para você. Em meio a esse turbilhão de dicas, e sem saber o que fazer, você recorre ao seu mecânico de preferência, que por sinal pedala a mais de 20 anos e já venceu várias provas de Speed ou Mountain Bike, e pede que ele ajuste a bicicleta.

Nesse ponto é preciso fazer um comentário em favor desses profissionais. Quando eles atendem o seu pedido de ajustarem o seu posicionamento, estão lhe oferecendo o que têm de melhor. Constantemente recebo atletas que, após terem suas bikes ajustadas, reclamam que o mecânico "tal" fez errado. Mas ele não é Fitter! Ele é mecânico, que pedala a vários anos e, por meio de tentativas e erros, encontrou um ajuste que lhe oferece conforto, e dentro de seus conhecimentos, acredita que este posicionamento seja o ideal para qualquer pessoa. Quando o ajuste não fica bom, não significa que o mecânico agiu por maldade: ele apenas repassa o que julga ser correto dentro do seu entendimento.

Mas o melhor posicionamento para ele não é o melhor posicionamento para você. Aliás, ele nem mesmo tem certeza de que aquele posicionamento é o melhor para si próprio, apenas não se sente incomodado. Em uma análise mais profunda, o posicionamento de uma pessoa em uma bicicleta de estrada é diferente do posicionamento da mesma pessoa em uma Mountain Bike.

Quando você faz o Bike Fit com um Fitter (profissional do Bike Fit) você tem a certeza de que a posição ajustada é a melhor para o seu conforto e aproveitamento de energia, e ao final de uma prova restará fôlego suficiente para investir no sprint final. Quando não o faz, aparentemente está tudo bem, mas com o tempo o ajuste inadequado pode resultar em inflamações e lesões.

O fato de o Fitter conhecer muito bem a biomecânica do esporte permite que ele planeje o posicionamento do atleta ao longo da evolução física. E assim como os engenheiros, os Fitters são profissionais vinculados aos conselhos profissionais da área da saúde (Educadores Físicos, Fisioterapeutas, Biólogos, Médicos, Biomédicos, entre outros), que se responsabilizam pelo registro profissional e fiscalização da atuação profissional. Isso garante segurança e profissionalismo ao serviço executado.

Fonte: http://www.triple.com.br/


Vá de Bike
Detran Distancia

Boletins eletrônicos

Qr Code